Arquivo da tag: dicas

Vai alugar um imóvel? Confira nossas dicas

Você decidiu que é hora de alugar um imóvel, mas, não pense que escolher o lugar certo para morar é tarefa fácil. Confira algumas dicas para a escolha de imóvel ideal para você!

1. Escolha bem a localização

Vários fatores devem ser considerados na hora de escolher a localização. Confira a existência de opções de transporte nos arredores e a proximidade de supermercados, farmácias, padarias etc. Escolha um lugar que facilite o trajeto até o trabalho ou a escola dos filhos. Se morar em um local muito distante, você pode acabar tendo mais gastos com transporte e perder tempo demais no trânsito.

2. Informe-se sobre a vizinhança e a segurança

Pesquise se o local onde pretende morar é seguro, se a vizinhança é tranquila ou muito barulhenta. Isso será essencial para o seu bem-estar. De que adianta viver em um lugar lindo, mas onde sempre há barulho até tarde da noite ou assaltos com frequência?

3. Visite o local mais de uma vez

Para se certificar de que está fazendo a escolha certa, visite o imóvel mais de uma vez. Se possível, faça uma das visitas durante o dia, pois assim fica mais fácil verificar se há problemas no imóvel e também se o local tem boa iluminação natural. Veja se há umidade dentro de armários e confira o estado da pintura em todos os cômodos.

4. Dê preferência para imóveis mais novos

Se você escolher imóveis construídos há, no máximo, 10 anos, o risco de ocorrência de problemas estruturais diminui bastante. Há menos chances de você ser pega de surpresa e ter que enfrentar uma reforma.

Fonte: texto adaptado de financaspessoais.organizze.com.br

2019 está chegando, que tal dicas para cumprir as metas?

Para muitos, o fim de dezembro é o momento de refletir sobre as conquistas do ano que está acabando e estabelecer metas e aspirações para o que está por vir. Nessa hora, porém, também é comum enfrentar um choque de realidade: uma lista com alguns (ou muitos) objetivos que pareciam fazer muito sentido no ano passado, mas que foram esquecidos ou impossíveis de cumprir este ano. Afinal, como evitar a repetição disso em 2019?

O segredo pode estar, justamente, em focar menos em resultados e conquistas específicas. Em um artigo do site Fast Company, a editora Anisa Purbasari Horton conta como ganhou uma promoção, correu uma maratona e guardou 20% de seu salário este ano. Mais do que exaltar as conquistas, a autora destaca um fato curioso: nenhuma delas estava em sua lista de metas para 2018.

No lugar deles, Horton havia estabelecido objetivos mais “abertos” para o ano: seguir um plano de treinamento de maratona completa, dedicar mais tempo para desenvolvimento de carreira e projetos de longo prazo e criar um ou dois bons hábitos financeiros, como guardar parte do salário mensalmente para juntar um fundo de emergência. Ou seja, os objetivos focavam na criação de hábitos, e não nas conquistas que viriam com eles. “As duas conquistas que eu estabeleci como metas eu não consegui cumprir por circunstâncias inesperadas que apareceram”, observa a autora.

Segundo ela, criar metas desse tipo torna muito mais fácil construir (e seguir) uma rotina sólida – no caso dela, uma rotina de dieta e exercícios, uma transferência mensal e automática para a poupança e uma rotina de trabalho que separa um dia por semana para projetos específicos. “A partir disso, eu simplesmente estruturei minha vida em torno do sistema”, explica, destacando a importância de manter consistência, na medida do possível, mesmo diante de imprevistos ou mudanças de rotina. Se em determinada semana é impossível dedicar um dia todo a projetos, por exemplo, separar uma ou duas horas para isso ajuda a manter a rotina nos trilhos.

Adotar o hábito de refletir sobre o andamento dos objetivos é outro ponto importante destacado por ela. Para isso, ela adotou a rotina de avaliar semanalmente os progressos feitos, as lições aprendidas e o que é possível melhorar nas próximas semanas. Anisa propõe não estabelecer mais que três áreas de atenção por trimestre.

Segundo ela, esse tipo de “reflexão estruturada” permite entender se o seu tempo está ou não sendo gasto de forma produtiva – e, se não, que mudanças são necessárias. Também proporciona mais motivação para lidar com contratempos ou lutas internas. “Eu sempre vi a reflexão como algo que eu queria fazer quando me apetecesse, não algo que eu quisesse ser forçada a fazer”, escreve Horton. “Mas conforme isso se tornou uma rotina, eu percebi o quanto eu estava perdendo por não fazer este exercício”.

Fonte: www.epocanegocios.globo.com

Que tal mudar um pouco a cara da sua casa?

Decorar uma casa não é uma tarefa fácil. Cada pessoa possui um estilo diferente e deve adequá-lo ao ambiente que deseja mudar.

Mas não é só o gosto que deve ser levado em conta na hora de fazer aquela mudança na casa, é preciso pensar em praticidade, funcionalidade, conforto e, muitas vezes, se a ideia que se quer aplicar vai funcionar no ambiente.

Segundo o arquiteto Rodrigo Rocha, pensar com cuidado em como decorar é muito importante para estabelecer a harmonia do ambiente: “Nossa casa é feita de pequenos detalhes, cada um com um valor em especial. Mas é preciso cuidado porque é muito comum a gente acumular coisas que gostamos (quadros, vasos, toalhinhas, almofadas, porta retratos e objetos variados) e no final acabam poluindo o ambiente, sobrecarregando a casa de informações. É importante ter noção do espaço que você tem, para então começar a ver reais oportunidades de como ocupá-lo de maneira criativa”, pondera.

Mas, e quando a decoração já é a mesma há muito tempo e enjoa-se dela? Para mudar pequenos detalhes da casa sem gastar muito, confira abaixo algumas dicas de coisas que você mesmo poderá fazer para renovar o ambiente, gastando pouco.

  1. 1. Mude os móveis de lugar

Rodrigo salienta que, antes de qualquer mudança drástica, mudar os móveis de lugar é uma excelente opção. O arquiteto afirma que a disposição dos móveis faz toda a diferença e mudá-los já pode mudar completamente o ambiente.

2. Reforme móveis

Caso a mudança de lugar dos móveis não seja suficiente, é hora de colocar a mão na massa. Em se tratando de mudar a decoração a baixo custo, a reforma de móveis é unanimidade entre arquitetos, decoradores e designers.

A arquiteta Ana Carla aconselha uma pintura básica nos móveis, “handmade mesmo”. Já para quem quer se aventurar em texturas, a designer Caroline Marrocos afirma que existem diversos tipos de técnicas que dão resultados diferentes e bonitos: “Existe a pátina, o envelhecimento, o laqueamento… todos podem mudar o estilo do móvel totalmente”, avalia.

3. Invista em objetos

Para aqueles que não querem ter tanto trabalho, uma manta, capa de almofada ou capa nova para o sofá podem mudar totalmente a cara do ambiente, segundo Ana Carla.

4. Coloque vasos de planta

Outra excelente opção, segundo a arquiteta Ana Carla, é fazer arranjos com vasos de planta, que dão vida ao ambiente. Esta opção se adapta a banheiros, salas, quartos, corredores e até cozinha. O arquiteto Rodrigo Rocha apenas ressalta para alguns cuidados com as plantas: “Não se deve colocar um cacto onde pessoas possam se ferir, por exemplo”, reflete.

5. Monte uma parede com quadros ou galeria de fotos – ou tudo junto

Ana Carla diz que outra dica interessante é montar uma parede com quadros. Rodrigo também é favorável à ideia, mas atenta para alguns detalhes: “Tenha cuidado para não sobrecarregar o ambiente e nem gerar conflitos visuais – quadros e fotos, por exemplo, devem estar sempre distantes da TV, pois a dinâmica da observação e contemplação são completamente diferentes.”

No caso das fotografias, os detalhes a se atentar são outros: “Entenda que há ambientes mais acessíveis e outros mais reservados. Aquela foto da mãe amamentando fica no quarto”, exemplifica Rodrigo. Fotos de viagem são uma ótima pedida.

6. Pendure itens inusitados na parede

Os espelhos já são velhos conhecidos da decoração. Mas uma galeria com vários espelhos, em diversos formatos e tamanhos é certamente uma decoração que surpreenderá. Molduras vazias, antigas ou novas, coloridas ou não, podem dar um novo ar para a parede que se quer mudar. Por fim, pratos não servem apenas para colocar alimentos. Eles podem ficar lindos se pendurados na parede, formando um mosaico.

7. Troque a cortina

As cortinas podem ser excelentes itens de decoração e trocá-las pode ser uma ótima ideia para mudar a cara do ambiente. A mesma dica vale para a cortina do banheiro.

8. Faça uma luminária

Uma luminária nova pode ser muito cara, mas existem luminárias lindas que podem ser feitas em casa, que darão um ar totalmente novo (e chique!) ao ambiente.

fonte: www.dicasdemulher.com.br